Morte

Queria viver
o mundo platonico
um amor ideal
fora de um sonho

Queria a sentir
o choro e rancor
duma mulher que me amou
chorando de dor

Queria a beber
o gosto da lágrima
que em seu rosto surgia
numa pele molhada

Mas por fim, deitei.
Jamais acordei
fazendo-a chorar
e de noite orar

Então voltei
em saber se vivia
Sorria com graça
como um anjo sem asas

Mas tinha medo
enfim chegava o fim
um morto que não sabe
que um coração já não bate

Lord Pascal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *